quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Yoga e problemas da tireoide

2 comentários

Todos conhecemos pessoas que comem muito e não engordam, e também aquelas que só de olhar a comida, ganham quilinhos extras. Conhecemos também pessoas que são cheias de energia e fazem milhões de coisas e não ficam cansadas e outras que se arrastam ao longo do dia. Isso são exemplos simples de variações nos tipos de metabolismo , ou o sistema de energia do corpo físico. O metabolismo é a soma total da conservação e gasto das energias do corpo. Ela pode ser dividida em dois tipos: anabolismo e catabolismo. O processo metabólico do corpo é bastante complexo e ainda não se sabe exatamente a maneira como ele funciona, no entanto, sabe-se que a glândula tireoide é o regulador do metabolismo que é regulada pela glândula pituitária no crânio. A regulação do metabolismo em uma pessoa saudável ocorre como uma resposta dos estímulos físicos e emocionais através do cérebro e do hipotálamo. A glândula tireoide se situa na frente do pescoço e secreta hormônios para o sangue. É o nível destes hormônios no sangue que determina o bom ou mal funcionamento do metabolismo.
 Os dois problemas mais comuns de tireoide são:

 Hipertireoidismo: quando a glândula secreta hormônios em excesso, e a pessoa fica muito magra, irritável, ansiosa e até mesmo histérica. Neste caso o metabolismo fica muito rápido, e o coração pode bater mais rápido, ter palpitações, respirações rápidas e curtas, diarreia, suar muito, complicações na menstruação e intolerância ao calor. Ela ainda pode se sentir muito cansada o tempo todo, mas não consegue parar de falar e fazer coisas o tempo todo, pois está constantemente agitada.

 Hipotireoidismo: nesta condição há uma secreção insuficiente de hormônios. Os sintomas do hipotireoidismo é a diminuição das atividades mentais e físicas, prisão de ventre, cansaço , aumento de peso, mesmo com falta de apetite, pele seca, esquecimento e problemas no ciclo menstrual. Tanto o hiper como o hipotireoidismo são consideradas doenças autoimunes, ou seja, o próprio sistema imunológico está produzindo anticorpos para os nossos próprios tecidos. Acredita-se e existem evidências que, quando a nossa digestão não está funcionando bem e a comida não é bem assimilada, essas partículas mal digeridas não são reconhecidas pelo organismo, que as enxerga como corpos estranhos e inicia um processo de produção de anticorpos para proteger o corpo. Infelizmente estes anticorpos podem reagir contra nossos próprios tecidos e neste caso atacar as glândulas da tireoide.

 Como tratá-los através do Yoga : 

 A tireoide está ligada ao Vishuda chakra , ou chakra da garganta, que é o centro que purifica os venenos do corpo e os transforma em amrit ( ou néctar da imortalidade). Muito antes da medicina ocidental sequer ter conhecimento das glândulas tireoide e paratireoide, os yoguis já entendiam a importância de um método para a manutenção do sistema neuroendócrino saudável para o bom funcionamento do organismo. Sarvangasana ou postura invertida sobre os ombros é talvez uma das posturas mais populares para a manutenção e bom funcionamento da glândula tireoide. Quando praticada uma enorme pressão é feita nesta glândula, estimulando a circulação e comprimindo e liberando secreções estagnadas. Através da estimulação desta área, atenção é trazida até ela, fazendo com que os nervos sensores que estimulam também o cérebro, que regula todas as outras funções corporais. Após sarvangasana, pode-se praticar halasana e outras variações. Outros asanas efetivos são os da Saudação ao Sol, os da série de pavanamukthasana, supta vajrasana e as posturas de extensão.

 O pranayama mais eficaz para os problemas da tireoide é o ujjayi, pois ele possui efeitos tanto como relaxantes como estimulantes de canais na região da garganta. Nadi shodhana, ajuda no reequilíbrio do metabolismo por equilibrar as nadis ida e pingala. Sheetali pranayama por ser um pranayama que refresca, ajuda nos estados de hipertireoidismo, onde o calor é excessivo. Já do contrário bastrika, pode ser utilizado para casos de hipotireoidismo por seus efeitos de trazer calor e acelerar o metabolismo. Trazer e fazer as pazes com as emoções através do yoga nidra e de práticas de relaxamento também fazem parte do processo da terapia de cura para os problemas da tireoide.

 Texto baseado e extraído do livro: Yogic Management of Common Diseases do Dr. Swami Karmananda , Yoga Publications Trust , Bihar, India

2 comentários: